quinta-feira , 21 junho 2018
enpt
Home / Reports Campeões / Archanjo metralha Death’s Shadows no caminho para a glória

Archanjo metralha Death’s Shadows no caminho para a glória

No meio de uma selva de Death’s Shadows, quem acabou levando o título do Power Modern de sábado do GP São Paulo foi a paulista Micaella Archanjo, pilotando um UR Storm. E olha que nem é o deck preferido dela. “Eu sou jogadora de Tron, mas o meta tá muito difícil, aí optei pelo Storm. Ele é rápido, mas não tão consistente”, observou a campeã do evento que contou com 64 jogadores.
O título veio depois de nove rodadas, sendo seis delas no Suíço, onde houve o corte pro Top 8. Em sua caminhada, Micaella enfrentou três Death’s Shadow, sendo o último na semifinal. “É um jogo muito complicado pra mim, porque tem muito descarte, muita remoção, muitos counters. É bem complicado”. Mesmo com tantas dificuldades, ela venceu as três disputas. Sua única derrota foi contra um Ad Nauseam. “O match é horrível”, resumiu a jogadora, que, na final, bateu um Boggles.

“Boggles é muito difícil, tenho que focar no combo. O deck é muito rápido, bate com lifelink. É muito complicado”. Pelo discurso de Micaella, dá pra imaginar uma final tensa, 2 x 1 sofrido. Mas não, ela venceu por 2 x 0. No segundo jogo, porém, teve que suar para tirar do campo de batalha três Leyline of Sanctity e um Gaddock Teeg. “Deu pra ganhar. Certinho, mas deu”, comemora.

Edição de Paulo de Tarso

Sobre Fausto de Souza

Fausto de Souza, jogador e colecionador desde 1994. Viciado nas cartinhas e em escrever, tem feito grandes amigos em toda a comunidade e é muito grato por isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *