sábado , 16 dezembro 2017
enpt
Home / Colunas / Modern Semanal / A Lua e os Ratos

A Lua e os Ratos

Olá e sejam bem-vindos para mais um Modern Semanal! Dessa vez com um deck que recebeu alguns pedidos e que eu gosto bastante: B/R Pack Rat ou Black Moon.

Vamos a lista:

B/R Pack Rats por Yoshumotto (Modern MOCS 27/08/17)

O esquema é simples né, meia dúzia de descartes, uma dúzia de bichos CHATOS, duas dúzias de remoções, quatro planinautas e a cerejinha desse bolo de ódio 4 Blood Moon. Você ataca a mão de seu oponente com os descartes e o board com as remoções e a Blood Moon, os planinautas ajudam a se manter no controle tanto da mão quanto do campo, o Dark Confidant garante o volume de cartas que você precisa pra ficar na posição de controle (ou até mesmo alcança-la) e com Pack Rat e Goblin Rabblemaster apresenta um clock opressivo.

Resgatando a tática opressiva que dominou o standard de Theros com Pack Rat e Mutavault esse deck tem muita facilidade em matar seu oponente após controlar os primerios turnos. Com apenas 2 cópias e 1 Mutavault diversos decks já se encontrariam enfrentando dano letal.

O grande desafio aqui é conseguir as duas pretas básicas para garantir a Liliana e comprar as cartas numa ordem que permita curvar bem as remoções, descartes e ameaças. Ele joga como um midrange clássico mas se apoia na Blood Moon para ter algumas características de combo/prison e poder bater de frente com o metagame opressivo do Modern. Outra questão forte nesse deck é que preto e vermelho são boas cores para o sideboard que vem bem interessante nessa versão que escolhi analisar.
[/vc_column_text]

Sideboard

Com várias cartas genéricas e poderosas este é meu tipo favorito de sideboard. Começamos com Grim Lavamancer que é uma ótima cartas em matchups com criaturas pequenas, funcionando como uma remoção barata e redundante, as vezes até auxiliando em fechar o jogo com mais alguns bolts e um ataque que não seja letal. Outra carta poderosa no matchup contra criaturas é a Olivia Voldaren, seja para matar os menores com sua habilidade ou mesmo tomar o controle de criaturas maiores e abusar de uma carta inimiga.

O formato possui uma série de decks que abusam do cemitério e a Leyline of the Void é um ótimo hate para eles, Storm e Dredge são muito comuns no Magic Online e todo deck precisa de sideboard para esses matchups. Muitos usam a Leyline e até mais alguns hates contra cemitério mas essa versão confia apenas nela para garantir essas partidas. Ainda focando nos hates temos Kolaghan’s Command e Shatterstorm que cuidam de artefatos e em conjunto com a grande quantidade de remoções devem garantir uma boa disputa com o Affinity.

Ainda pensando em Affinity e outros decks que enchem o campo de criaturas vemos ótimas cartas para lidar com a situação na forma de Anger of the Gods, Damnation e Flaying Tendrils, os dois últimos lidando até com o insuportável Etched Champion, terror dos decks de midrange. Finalmente chegamos ao set de descartes extras que são mais duas cópias de Collective Brutality e o clássico Duress que melhoram muito a match desse tipo de deck contra Burn e sempre podem tornar ainda mais difícil a vida dos decks de combo.

Um deck bem forte que só pôde aparecer nesta coluna devido ao pouco uso mas que tem todo o potencial para bons resultados e trazer muita frustração para seus oponentes nos mais diversos arquétipos. Parece uma boa escolha para enfrentar os muitos EldraziTrons e Scapeshifts que infernizam o metagame do Modern.

Espero que tenham gostado e lembrem-se que sempre podem pedir decks ou outro tipo de conteúdo aqui nos comentários. Até semana que vem!

Sobre Raphael Prais

Jogador de Magic em Todos os Formatos, Amante do Modern e do Legacy, Pai dos Tokens de Elemental Vermelho 1/1, Protetor das Jerebas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *