sábado , 16 dezembro 2017
enpt
Home / Colunas / Dano na Pilha / Dracarys!

Dracarys!

Oi, tudo bem? Hoje quero escrever sobre um arquétipo de entrada no Legacy, mais especificamente o Burn. Embora a versão apenas com vermelho contendo de 18 a 21 montanhas seja a mais econômica, não a considero a mais competitiva. Combinar as cores verde e preto ao vermelho trazem uma série de benefícios sobre os quais discorro neste artigo. Vale ressaltar que meu primeiro torneio oficial com ela aconteceu em 2014 (as primeiras versões da lista foram feitas em conjunto com meu querido amigo Edmundo, aka Clark Kent). Nesse mesmo ano foi mencionada em um artigo da Starcitygames que trazia alguns decks inovadores da época (artigo aqui),

Curva (real) de Mana

Os splashs nas cores verdes e pretas são fáceis de identificar. Começando com o primeiro e quem sabe o mais importante, Deathrite Shaman!

Por muitos jogadores profissionais, é considerada hoje a criatura mais poderosa do Legacy. Sua habilidade de exilar cartas do cemitério é mais eficiente que do seu concorrente direto (Grim Lavamancer). O fato de exilar cartas do cemitério do oponente é vantagem quando ele joga com Snapcaster Mage ou cartas com Esquadrinhar (Tasigur, the Golden Fang ou Gurmag Angler). Eficiente contra Past in Flames e pode também atrasar o Limiar de Cabal Ritual. Vantagem contra cartas com Flashback (Cabal Therapy ou Lingering Souls por exemplo). Isso tudo compreende apenas um terço de suas habilidades! O fato de gerar mana proporciona turnos 2 e 3 ainda mais explosivos ao deck. Sua habilidade de exilar criaturas pode ser decisiva em matchups quase perdidos na versão tradicional como Dredge e Reanimators. Recuperar vida ainda pode ser a diferença entre a vitória e a derrota no mirror.

Você conhece essa comum de Conspiracy? Tyrant’s Choice entrou no como upgrade direto de Flame Rift. Cartas que causam 4 ou mais de dano são a verdadeira força do deck. Além de baixar apenas a vida do oponente, ela como o Deathrite Shaman conseguem transpor Solitary Confinement por causarem perda de vida. Também é importante salientar que ambas não se afetam com Leyline of Sanctity.

O último splash no main deck é Sylvan Library. Comprar cartas em um deck agressivo como o Burn é quase como um sonho se tornando realidade. A vida que ele custa é quase irrelevante na grande maioria dos matchs. Mais importante que isso é qualidade das cartas que você compra. Com uma fetchland o efeito é semelhante a um Ponder mas sem a limitação de comprar apenas uma carta! O verdadeiro drawback é perder o turno 2 castando Sylvan Library. Mais uma vez Deathrite Shaman entra em cena e acelera permitindo pagar uma Daze ou castando outro drop 1.

A próxima “inovação” por assim dizer já apareceu em alguns sideboards de Burns tradicionais no MOL. Harsh Mentor tem 4 cópias no meu deck principal. Ele parece bom? Vou listar aqui as principais cartas com que ele interage no cenário competitivo para convencer o leitor.

Bem extensa a lista né? Como Harsh Mentor não é lenda, você pode ter 2 na mesa e fica praticamente inviável qualquer oponente estourar uma fetchland ou usar aquele marcador da Jitte.

Sideboard Guide:

Four-Color Levold e Grixis Delver

Entra

Sai

Com criaturas como Baleful StrixSnapcaster MageLeovold, Emissary of TrestGoblin Guide se torna ineficiente rapidamente. Pelo mesmo motivo entram as Searing Blase.

Ad Nauseam Tendrils

Entra

Sai

Aqui é tudo questão de velocidade. A Grafdigger’s Cage inutiliza o Past in Flames. Use os counters agressivamente em cartas como BrainstormPonder. As cartas chaves que você deve buscar na sua mão de abertura são Deathrite ShamanEidolon of the Great Revel.

Miracles

Entra

Sai

Counterbalance é a primeira forma dele estabilizar o jogo. Antes de destruir com Destructive Revelry tente usar algum custo 1 para garantir. Para jogar em volta de Flusterstorm  tente castar mesmo as instants em sua fase principal se tiver duas manas open. Depois disso caste criaturas ou suspenda o Rift Bolt.

Eldrazi Stompy

Entra

Sai

Mais uma vez o Goblin Guide fica pequeno diante dos Eldrazis. Eidolon of the Great Revel mais causa dano a você do que em seu oponente. Destructive Revelry é principalmente para Chalice of the Void e as Searing Blaze lidam com Eldrazi MimicMatter Reshaper e eventualmente um Endless One pequeno.

Death and Taxes

Entra

Sai

Algumas dicas específicas desse match:

  • Não comece o jogo sem resposta para Mother of Runes turno 1.
  • Se o oponente tiver Aether Vial com um marcador, certifique-se de ter alguma resposta instant speed pelo mesmo motivo.
  • Quando for matar alguma criatura oponente lembre de Flickerwisp se o vial tiver com três marcadores.
  • Se o oponente atacar com Batterskull ou Umezawa’s Jitte você pode bloquear com qualquer criatura e mata-la antes do dano com Lightning Bolt.
  • Tente diversificar os custos de mana de suas respostas em sua mão em função de Sanctum Prelate.

Elves

Entra

Sai

Esse match já é bem favorável. Aqui vão só algumas dicas:

Reanimator ou Dredge

Entra

Sai

Mulligue até 5 procurando Leyline of the Void. Apesar do Deathrite Shaman ser muito bom, ele pode te atrasar abrindo de Chancellor of the Annex.

Sneak and Show

Entra

Sai

Com certeza um dos piores matchups, a pergunta que não sei responder com certeza é se vale castar Ensnaring Bridge a expondo a um counter ou guardar para o Show and Tell ficando exposto a Sneak Attack. Eu pessoalmente guardo para o Show and Tell se meu oponente não souber dela.

Com isso eu cobri a maioria dos matchups do metagame atual. Aqui vão mais algumas dicas gerais quando jogar com o deck:

Eu joguei a sétima etapa do CLC com o deck. Terminei o suiço com 4-2 me classificando para o Top8. As duas derrotas coloco em função da falta de prática recente com o deck. Apesar de ser um deck de entrada, eu pessoalmente considero um dos arquétipos mais difíceis de jogar. Gostou da lista?! Tem alguma dúvida ou contribuição? Fique à vontade e deixe um comentário. Até a próxima!

– Morelli

Sobre Morelli

Morelli é um entusiasta do Magic há 15 anos. Voltou a jogar competitivo em 2012. Jogando de Standard a Legacy passando por Duel Commander. Conquistou Top 32 em GP Rio e atualmente busca o Pro Tour.

2 Comentários

  1. Rodrigo valdeli de Souza

    Otimo artigo ajudou muito .

  2. Morelli, no primeiro side guide (contra grixis delver) você tira 4 cartas e entra apenas com 3 cartas. Está certo isso? Pode jogar só com 59 cartas?

    Parabéns pelo artigo. Burn é Vida!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *