segunda-feira , 16 outubro 2017
pten
Home / Colunas / Modern Semanal / O Lago de Lava dos Cisnes

O Lago de Lava dos Cisnes

Bem-vindos a mais um Modern Semanal, dessa vez trazendo mais uma jereba maravilhosa para animar o seu FNM! Hoje temos um deck que volta e meia reaparece no formato e que mesmo não sendo um dos mais competitivos é capaz de gerar alguns jogos extremamente divertidos, além de ser um dos raros casos onde ficar com a mão cheia de terrenos é realmente bom!

Treasure Swans por axel_foley (Competitive Modern League 05/09/2017)

Quarenta e dois terrenos? Quatro cópias da mesma criatura? Sim. Essa jereba maravilhosa subverte as formas mais clássica de se jogar magic e abusa de Molten Vortex e Seismic Assault para descartas lands e matar seu oponente ou (de forma muito mais interessante) mirar no Swans of Bryn Argoll, comprar MUITAS cartas para então torrar seu oponente até a morte com seus terrenos! Transforme seu flooding em tristeza para seus oponentes.

Além dos Swans of Bryn Argoll, este deck possui outras formas de comprar mais cartas e conseguir chegar no dano letal, a primeira e mais interessante é uma carta de Magic Origins que gerou muito burburinho na época do lançamento mas que encontrou pouquíssimo sucesso no Modern: Day’s Undoing. Com muitas lands na mão e um dos encantamentos no campo não há muito problema em ter o seu turno terminado já que ambos podem ser ativados no turno do oponente. A outra fonte também interessante de lands na mão é o Treasure Hunt, uma carta sempre atrelada a combos de lands e que num deck com 42 terrenos tem bastante potencial para popular sua mão e ainda pegar mais uma carta de ação, seja outro Treasure Hunt ou mesmo um dos encantamentos!

Para defender o combo (e manter o flavor) o deck se aproveita do poderoso counter Swan Song que raramente sente o peso de seu drawback dada a facilidade que ele tem de resolver o token ou mesmo ignorá-lo já que os Cisnes de Bryn Argoll podem bloquear sem problemas. Avaliando as lands, são apenas as mais diversas versões de terrenos que geram azul e vermelho, valendo comentar sobre as 4 Gemstone Caverns que podem gerar aberturas bem explosivas pro deck na mão inicial quando o jogador não for começar e também as duas Wandering Fumarole, que funcionam bem tanto no desespero para bloquear algumas criaturas mais problemáticas quanto na hora de dar aqueles últimos ataques para findar o sofrimento de seu oponente.

Sideboard

No quesito sideboard esta lista deixa um pouco a desejar, já começando com o fato dela ter apenas 14 cartas em um formato que sofre com o limite do sideboard. Mas há uma pérola logo na primeira linha na forma de um Laboratory Maniac, que serve de condição alternativa de vitória contra leylines e outras maneiras de prevenir o dano do Molten Vortex ou Seismic Assault! Basta mirar bem suas lands nos Swans of Bryn Argoll e ver o desespero de seu oponente perder para um deck tão incomum.

Cartas como o quarto Molten Vortex e as duas Ceremonious Rejection visam proteger seu combo de hates simples como Pithing Needle e Witchbane Orb, somando-se ao terceiro Swan Song e a Spell Pierce e Mana Leak, que engrossam as fileiras dos counters após o side. Uma escolha incomum foi a de usar apenas 1 Echoing Truth, que parece ser a única resposta confiável para uma Leyline of Sanctity, além do Laboratory Maniac.

Como os encantamentos responsáveis por dar dano o fazem através de uma habilidade ativada, counterspells e descartes costumam ser muito ruins contra esse tipo de deck, especialmente fora dos primeiros turnos quando qualquer top deck de Treasure Hunt ou Day’s Undoing pode ser facilmente letal. Com alguma proteção, uma ordem decente nas mãos iniciais e nos draws, aberturas muito poderosas e pouco interativas são uma realidade para esse deck, o que aliado à recursão dos “cantrips” e ao card advantage explosivo que os Swans of Bryn Argoll geram, temos o sonho não tão longínquo de vitórias divertidíssimas com esse deck.

Espero que tenham gostado e lembrem-se que sempre podem pedir decks ou outro tipo de conteúdo aqui nos comentários. Até semana que vem!

Sobre Raphael Prais

Jogador de Magic em Todos os Formatos, Amante do Modern e do Legacy, Pai dos Tokens de Elemental Vermelho 1/1, Protetor das Jerebas.

Um comentário

  1. Colocar 1 cópia do terreno com dredge = dano infinito no ganso não importa quantos terrenos você tenha. Dano no ganso descartando Darkmor Salvage = draw – substitui com dredge, volta darkmor, dano no ganso, dredge…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *