segunda-feira , dezembro 10 2018
Home / Reportagens / Cobertura de eventos / Eterno campeão

Eterno campeão

O segundo dia do Nacional Magic: the Gathering 2017 foi realmente emocionante. Os participantes do torneio principal enfrentaram mais 5 rodadas antes do Top8, sendo 3 de Draft e 2 de Standard, totalizando 12 rodadas. Na 11ª, a emoção de todos estava à flor da pele; Thiago Saporito já havia garantido sua vaga para o Top8, porém os outros jogadores ainda lutavam pelo seu espaço.

A 12ª rodada foi decisiva e acompanhada de perto por todos que lotavam o salão. Enfim um Top8 se formou, com muita comemoração dos jogadores:

  • Thiago Saporito – 31 pontos;
  • Lucas Esper Berthoud – 31 pontos;
  • Artur Villela – 31 pontos;
  • Carlos Romão (Jába) – 30 pontos;
  • Paulo Vitor Damo da Rosa (PV) – 30 pontos;
  • Jonathan Melamed – 30 pontos;
  • Eric Coutinho – 29 pontos;
  • Leandro Tateishi – 29 pontos.

Top8

Começaram os jogos ruma à final e o Termur Energy estava em maioria.  Saporito, pilotando este deck enfrentou e ganhou de Tateishi, que usava o mesmo baralho. Na mesa ao lado, Jaba derrotou o PV, ambos de Temur Energy.  Villela perdeu para Melamed, de BR Aggro e Sultai Energy respectivamente. Berthoud, utilizando um UB Midrange, ganhou de Coutinho, que pilotava 4C Energy. Para conferir as deck lists completas, clique aqui.

O Top4 começou e, após algumas rodadas demoradas, tínhamos, enfim, 2 finalistas: Carlos Romão versus Lucas Berthoud. Ambos jogadores Platinum e com a vaga garantida para o Mundial.

A final

Após perder a primeira partida, Jaba rapidamente se adaptou ao deck de Berthoud, que não conhecia direito, e venceu as duas seguintes. “Tive que ir improvisando, na primeira não sabia o que fazer, mas depois consegui ajustar o jogo”, conta o campeão, que estava muito emocionado por vencer o Nacional. Em relação ao Mundial, Jaba está muito otimista. “Tenho certeza que o nosso time é um dos melhores do mundo, se não o melhor, somos três Platinum e a chance de beliscarmos esse campeonato é muito alta”, conclui Jaba. O time brasileiro para o mundial é formado por Carlos Romão, Lucas Berthoud e Paulo Vítor (PV).

Confira o deck do campeão:

[deck]Terrenos
2 Arvoredo Resguardado
3 Canal dos Espigões
4 Floresta
1 Ilha
2 Montanha
4 Núcleo do Éter
2 Penhasco do Raizame
4 Santuário Botânico
Criaturas
4 Filhote Presalonga
4 Hidra Eriçada
4 Portador da Glória
4 Refinador Clandestino
4 Serviçal do Conduíte
4 Virtuose dos Turbilinos
Mágicas
1 Abrasão
2 Chandra, Chama da Rebeldia
2 Esguicho de Magma
1 Golpe do Confisco
4 Harmonizar-se com o Éter
4 Raio Domesticado
Sideboard
1 Mecanotitã Torrencial
1 Vizir das Muitas Faces
2 Apetite pelo Antinatural
2 Derrota de Chandra
2 Derrota de Jace
1 Golpe do Confisco
3 Negar
1 Nissa, Força Vital
2 Perfurar Mágica[/deck]

Três dias intensos

Foram 3 dias de muito Magic e com uma participação massiva da comunidade, principalmente dos jogadores de Standard. Segundo Willy Edel, organizador do evento, só há motivos para comemorar. “Até o momento, pelo o que foi informado oficialmente, somos o quinto maior Nacional realizado este ano, conseguimos quase 400 jogadores, superando os 130 do último nacional realizado em 2011”, conta Edel.

O evento ocorreu tranquilamente todos os dias, sem atrasos e terminando antes do horário esperado. O domingo foi repleto de eventos paralelos – o PPTQ teve 128 participantes – e muitas partidas de Draft e Standard foram realizadas. “Para o ano que vem esperamos crescer ainda mais, quem sabe com 500 participantes, e mostrar para o mundo a força do Magic brasileiro”, explica Edel.

About Nathalia Carneiro

Jornalista com um pezinho no marketing, tento aliar esses duas profissões para conseguir fazer o melhor conteúdo e divulgá-lo da melhor maneira possível. Iniciante no mundo no Magic: The Gathering, mas muito animada com os desafios que estão por vir. Quem sabe no futuro nos encontraremos em algum torneio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *