terça-feira , dezembro 11 2018
Home / Colunas / Arcane Laboratory / Preparando o deck para o Nacional Legacy

Preparando o deck para o Nacional Legacy

Será que coloco mais um grave hate no side? Ou melhor ir bem preparado contra artefatos? Com a proximidade do Nacional Legacy 2017, decidimos analisar o field brasileiro e internacional para oferecer os dados concretos que poderão ajudá-lo em escolhas como essa.

Neste artigo você terá acesso, com exclusividade, a informações importantíssimas, que podem ajudar na construção do seu deck, prevendo até mesmo a probabilidade que você terá de enfrentar um determinado arquétipo durante o torneio.

Para tanto, analisamos as informações de três grandes eventos internacionais (Eternal Weekend, Eternal Extravaganza e MKM Hamburg), que influenciam escolhas no mundo todo, e também esmiuçamos os resultados dos torneios realizados Brasil afora, que são um bom retrato do momento vivido pelo formato no país: Liga Mineira de Legacy, Legacy RS, Alpha Legacy, Circuito de Legacy Catarinense e Open São Lourenço.

No total, esses torneios registraram mais de mil decks, um universo bastante satisfatório, capaz de nos indicar quais são os baralhos predominantes no momento atual, os que devem ocorrer em maior número do Nacional Legacy 2017 e, até mesmo, a probabilidade que você terá de enfrentar este ou aquele deck.

Por exemplo: os dados indicam que existem três decks predominantes no field nacional: UWx Blades, Death and Taxes e Sneak and Show. Esses baralhos não apenas apresentaram-se em quantidades expressivas nos campeonatos, mas também tiveram alta taxa de conversão para o Top8. A partir daí, pode se inferir que cartas como [mtg_card]Pithing Needle[/mtg_card], [mtg_card]Kolaghan’s Command[/mtg_card], [mtg_card]Contaitment Priest[/mtg_card], [mtg_card]Krosan Grip[/mtg_card], [mtg_card]Ancient Grudge[/mtg_card], [mtg_card]Null Rod[/mtg_card], [mtg_card]Disenchant,[/mtg_card] entre outras respostas para artefatos e encantamentos serão fundamentais para o fim de semana dos dias 25 e 26 de novembro.

Segundo a projeção que fizemos com os dados disponíveis dos últimos torneios nacionais, ao adentrar o Salão Nobre da Associação Cultural Mie Kenjin, você terá 60,58% de chance de enfrentar pelo menos um Death and Taxes (a mesma probabilidade é válida para Sneak and Show) e e 53,21% de esbarrar com algum UWx Blade. Os outros decks que apresentam maior densidade no field nacional são Grixis Delver, Reanimator, UR Delver, Burn, Eldrazi e Infect.

Claro que, importante ressaltar, esses dados são um retrato de um momento, e podem evoluir com o passar do tempo. Inclusive, acreditamos que o Nacional deste ano terá uma conformação bastante próxima da média entre o field brasileiro e o internacional. Este último se destaca pela presença predominante de outros três decks além dos verificados em terras nacionais: Czech Pile, Lands e Grixis Delver.

Em comum, podemos destacar a base de mana bastante gananciosa – e por isso frágil – de parte expressiva do metagame analisado, um aspecto que pode tornar as estratégias de mana denial bastante eficientes. a este aspecto somamos a presença ostensiva de artefatos e equipamentos no field, de modo que é possível dizer que essas serão duas características que não devem ser ignoradas pelos jogadores que almejam bons resultados no Nacional Legacy.

Enfim, esperamos ter ajudado. Fiquem ligados que em breve voltaremos com mais informações aqui no Eternal Magic.

About Rafael

Rafael Cirino é pesquisador e jogador veterano de baralhos de combo. Além de um amante de probabilidade e deckbuilding, Rafael venera nos fins de semana o seu maior ídolo: Karn Liberated.

One comment

  1. Nunca foi tão fácil montar um bom side board, todos esses decks tem como hate cards genéricos e abrangentes, o que faz sobrar espaço para aquele side contra bad matchs que quase não aparecem (como storm pra aggros)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *