sábado , 16 dezembro 2017
enpt
Home / Entrevistas / #NL2017 – Entrevista com o juiz-mor

#NL2017 – Entrevista com o juiz-mor

O Nacional Legacy 2017 será, como sempre, fiel ao espírito inaugural de Magic: The Gathering, ou seja, um grande encontro de duelistas amigos, vindos de todos os cantos do Brasil para conjurarem algumas das magias mais poderosas do multiverso.

No entanto, isso não significa que o torneio seja casual. O REL será Competitivo e para garantir que tudo transcorra dentro dos conformes, o head judge, Nicolau Maldonado, terá uma equipe de oito juízes trabalhando no fim de semana.

Nicolau, que concedeu esta entrevista ao Eternal Magic, tem grande experiência em torneios deste porte e até maiores, como GPs, WMCQ e os antigos PTQs. Apesar da pouca idade, 22 anos, este estudante de Direito, que apita Magic há quase cinco anos, garante que ele e sua equipe estão pontos para proporcionar uma grande experiência de jogo aos players que forem a São Paulo nos dias 25 e 26 de novembro.

Os juízes responsáveis pelo Nacional Legacy 2017 são Tomás Paim, Hugo Carvalho, Danilo Kanno, Breno Roger, Beatriz Gomes, Rafael Tanabe e Henrique Bejgel. Segue a íntegra da entrevista com o juiz-mor do torneio, Nicolau Maldonado:

Há quanto tempo é juiz de MTG?
Quatro anos e meio.

Quais os principais torneios que apitou?
Acho que os primeiros que vem a mente são os GPs, alguns no Brasil e outros fora, mas também apitei PTQs antigos e um WMCQ.

Quais os principais torneios em que foi head-judge?
Meu primeiro grande torneio como HJ foi um PTQ em 2014, e mais recentemente da final standard do CLM 8.

Qual sua experiência com o Legacy?
Eu sempre gostei de apitar no formato, principalmente nos side events de GPs. Reconheço vários jogadores, que sempre buscam prestigiar os torneios e realmente gostam do Legacy. Nesse sentido, devo dizer que tenho muito carinho pelo formato.

Vai ter deckcheck?
Sim, haverá deckcheck como em qualquer evento em REL Competitivo.

De forma geral, a comunidade Legacy é bem tranquila. No entanto, o REL deste torneio será competitivo. Pode explicar o que isso significa?
Em linhas gerais, significa que as penalidades e os procedimentos são mais rigorosos e formais. Uma das diferenças, por exemplo, é o deckcheck (em eventos Regulares, não é obrigatório) que você mencionou.

Na última edição do Nacional houve um caso complicado, em que um jogador foi desclassificado. Pode explicar quais as situações que podem levar a esta conseqüência e o que fazer para evitar esta medida extrema?
Como você bem colocou, a desqualificação é uma medida extrema. As infrações que levam a ela são a trapaça, o comportamento agressivo, o suborno e decidir o jogo de modo impróprio (jogar dados, por exemplo) e roubar material do torneio. São situações que também levam à desclassificação em torneios regulares, então acredito que, como os jogadores estarão sabendo das regras de antemão, não teremos esses tipo de problema.

No mais, quais as suas expectativas para o Nacional Legacy 2017?
Quero que o Nacional Legacy 2017 seja um marco principalmente para os jogadores, que seja uma grande celebração do formato e que dele possam surgir muitas boas lembranças.

//

O torneio – O Nacional Legacy é, tradicionalmente, o maior torneio do formato realizado no Brasil, tanto em número de participantes quanto em valores destinados à premiação. Neste ano ele distribuirá R$ 10.000,00 em dinheiro para os oito melhores colocados e concederá bye1 para o Top16 disputar o Nacional Legacy 2018.

Clique aqui para acessar o Hotsite do evento.

Nacional Legacy 2017
Data: 25 e 26/11/2017.
Horário: 9h: abertura do salão; 11h: rodada.
Endereço: Salão Nobre da Associação Cultural Mie Kenjin. Av. Lins de Vasconcelos, nº 3352, Vila Mariana. São Paulo/SP.

Sobre Fausto de Souza

Fausto de Souza, jogador e colecionador desde 1994, é pseudônimo do jornalista Marcelo Salles. Formado pela Universidade Federal Fluminense, tem 15 anos de experiência profissional em jornais, revistas e assessoria de imprensa, incluindo Jornal do Brasil e revista Caros Amigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *