domingo , dezembro 8 2019
Home / Entrevistas / #NL2019 – Rafael Obrusnik, o timoneiro do Legacy gaúcho

#NL2019 – Rafael Obrusnik, o timoneiro do Legacy gaúcho

E chegamos a mais uma matéria da série sobre o #NL2019, dessa vez entrevistando o cara que quebrou paradigmas no cenário do Legacy no Rio Grande do Sul. Rafael Obrusnik, mais conhecido como Deputado por sua influência, tem 39 anos e seu primeiro contato com o jogo foi nos idos da década de 1990.

Assim como muitos organizadores, ele topou o desafio de fazer o Legacy RS para manter o formato de pé em 2013, momento em que o número de jogadores mal chegava nos 20. Aproveitando o bom momento do Legacy, Rafael apostou todas as fichas na realização de torneios grandes, fortaleceu os regulares e criou o Bagual Antologies em parceria com a Pharaoh’s Shop, espécie de Regional Sul, que levou 84 jogadores e se tornou referência em todo o país.

Confira a entrevista com o timoneiro do Legacy gaúcho, em que ele também fala sobre suas perspectivas para o Nacional Legacy 2019: “Vamos em busca do Top8!”, dispara Obrusnik.

*

Qual seu nome, idade e profissão?
Rafael Obrusnik, 39 anos. Sou Produtor Gráfico e Motorista de App.

Em que ano conheceu o Magic?
1994.

Como foi sua migração do casual para o competitivo?
Como parei em 1996, não cheguei a participar de nada competitivo. Foi no retorno, em 2011, que tentei jogar com os cards que jogava antes de parar. Mas vi que com eles só jogaria for fun entre amigos… Entre os amigos tinha um tal de Alexandre Albiero [atual vice-campeão nacional].

Quando elegeu o Legacy como formato favorito?
Foi de forma muito natural. Como jogava com cartas antigas e tinha um amigo competitivo, acabamos subindo o nível dos decks “for fun” e estudamos decks Legacy. E no final de 2012 houve um torneio do formato depois de muito tempo no sul. Era o embrião que daria origem ao Legacy RS.

Como foi que começou a organizar eventos?
Foi por necessidade de manter de pé o Legacy RS. O criador e administrador do evento preciso se retirar e deixou o cargo em aberto. A loja onde tinham os jogos tentou manter, mas não era a mesma coisa. O número de jogadores caiu para 21. Foi então assumi o bastão e passei a administrar o Legacy RS.

Sobre o Legacy RS, que hoje é um case de sucesso para nós que trabalhamos com comunicação voltada para o Magic, quero saber como começou, qual sua visão para o torneio e como funciona sua organização?
Assumi o Legacy RS em maio de 2013, na primeira temporada não fiz grandes mudanças. Mas comecei primeiro a focar na valorização dos jogadores. Pra isso foi criado o Hall da Fama de todos os tempos do Legcay RS. Mais tarde eu iria mudar o sistema de Suíço + Top8 para um sistema sem mata-mata. Dessa forma todos os jogadores ficam até o final fo torneio. Hoje iniciamos a primeira temporada de Equipes (cada uma formada por 4 jogadores). E acredito que graças ao nosso trabalho, ao vice no Nacional do Albiero e ao torneio de equipes foi que alcançamos a média de 64,8 jogadores por etapa. O Legacy RS 2019 foi montado com 12 etapas mais uma grande Final Invitational onde apenas os 36 melhores jogarão.

Pode falar sobre o Bagual Antologies para os nossos leitores?
O Bagual Antologies é um evento criado por mim e pelo Aurélio, da Pharaoh’s Shop. Ele consiste em torneios compostos por um Legacy como Card Principal e torneios grandes de Pauper e Chaos Drafts. O primeiro ocorreu em agosto de 2018 e o próximo deve ser confirmado para o fim do primeiro semestre de 2019. É com certeza um dos maiores eventos multiformato de Magic do país. E queremos ele cada vez maior e juntando o número cada vez maior de jogadores de outros estados.

Ano passado tivemos um gaúcho na final do Nacional Legacy (se não me engano pela primeira vez). Acredita que isso se deve ao trabalho que tem feito em prol do Legacy no Rio Grande?
Acredito que ajude, mas fato é que temos bons jogadores no RS, e o Legacy RS ajuda a trazê-los para conhecer disputas e adversários que vão aguçar ainda mais suas habilidades com o jogo.

Quais as suas expectativas para o #NL2019?
Muito boas! Do RS estamos contando com 7 jogadores por enquanto. Vamos em busca de TOP 8! E contamos com a ajuda de SC e SP para melhorar os números do ano passado e fazermos o maior Nacional da história.

About Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *