quinta-feira , setembro 19 2019
Home / Reportagens / #NL2019 – Túlio, Ingenious deckbuilder

#NL2019 – Túlio, Ingenious deckbuilder

Iconoclasta. “Que ou aquele que destrói imagens em geral”. O adjetivo parece ter caído como uma luva para o desenho da carta Daretti, Ingenious Iconoclast. Com sua habilidade de destruir criaturas e artefatos, e quem sabe ganhar o jogo com o ultimate, é o caso de perguntarmos: por que essa carta não vê jogo? Por que uma carta como essa não tem lugar nas mesas de Legacy mundo afora?

Mas… Existe pelo menos um lugar em que o Daretti BR vê jogo sim, e também vê resultado, e esse lugar fica aqui pertinho. É em Belo Horizonte, cidade-sede do Nacional Legacy 2019! Na terra de Drummond, a poesia se reveste de novas ideias pelas mãos de Túlio Souza, que tem apenas 26 anos, mas já vem se aventurando com sucesso no mundo do deckbuilding. Nesse sentido, pode-se dizer que Túlio é também, assim como uma de suas cartas favoritas, um iconoclasta. Ele destrói, por exemplo, a imagem de que é necessário copiar listas para fazer resultados.

Sem desmerecer a importância de olhar listas consagradas na internet, Túlio defende a possibilidade de ir além: “Acredito que só o netdecking não seja o bastante. Para aprofundar, é necessário entender o deck, o motivo pelo qual seus criadores/fórum/grupo optaram por aquelas 75/100 cartas. E com a prática, meta e experiência, você começa a adequar seu deck ao seu estilo de jogo”, explica o dono de doze Top8s da Liga Mineira de Legacy. Será que o espírito deckbuilder terá lugar no próximo Nacional Legacy?

Túlio, que começou a jogar em 2010 (Ascenção dos Eldrazi), é apaixonado pelas cartinhas e a parte de construir decks foi amor à primeira vista. “Deckbuilding foi uma das coisas que me atraiu ao Magic, e é uma das que mais gosto no jogo”, afirma ele.

O garoto teve seu primeiro contato com Magic já na faculdade e afirma que o círculo de amigos ajudou bastante. “O Frederico Camelo foi um dos primeiros a fazer um deck competitivo, o que fez com que eu me interessasse ainda mais pelo jogo. Ele foi um dos que me ensinaram a jogar”, lembra Túlio ao falar da transformação do seu Goblins casual em competitivo.

Um outro deck em que trabalhou e alcançou resultados foi o BUG Shadow. “Identifiquei que o deck teria problemas com cálice, e tem muito em BH. Aí pus verde para Decay”. Não apenas em BH. Os decks com cálice já eram uma realidade no Legacy, depois do advento de Wrenn and Six, quando muitas builds passaram a abusar da base de mana, os Moon Stompy’s cresceram no mundo todo. “Já que ia colocar verde”, continua Túlio, “e a mecânica do deck envolve perder vida, coloquei um Grimório Silvestre que ficou super bem encaixado (se tomar Plowshares já dá dois draws). Achei que o Gurmag estava lento e coloquei Goyf no lugar também. E por fim quis testar um Veil of Summer”, explica.

Será que teremos surpresas nas mãos de Túlio durante o Nacional Legacy? “A expectativa é grande!”, diz o nosso deckbuilder. “O Nacional Legacy mostrou uma ótima estrutura no ano passado, o que me garante que esse ano tem tudo para dar certo. Vai ser aquele fim de semana para jogar Magic, curtir com os amigos, trocar experiências e quem sabe fazer um Top8”, conclui.

Confira abaixo algumas listas mandrake de Túlio Souza, a partir de agora também conhecido como Túlio, Ingenious deckbuilder:

(Dead Daretti)

(BUG Shadow)

About Fausto de Souza

Fausto de Souza é pseudônimo do jornalista Marcelo Salles, que joga e coleciona desde 1994. Viciado nas cartinhas e em escrever, tem feito grandes amigos em toda a comunidade e é muito grato por isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *